Se você é novo no mundo dos investimentos e de alguma forma chegou a esse post, tenha certeza não foi por acaso. Muitos dos investidores iniciantes erram por não procurarem a forma correta de começar a investir seus capitais, eles saem investindo em tudo o que aparece sem nem saber o que de fato estão comprando, nem a qual nível de risco estão expostos e o resultado disso é sem dúvida prejuizo financeiro, eles perdem dinheiro fácil e rápido e o pior desistem de investirem da forma correta e saem magoados do mercado financeiro, afastando até mesmo outros possivel investidores.

Mas é sim possível investir de forma segura, correta e ainda ganhar alguns juros nos seus investimentos. E o Tesouro Direto é sem dúvida a melhor forma de começar nesse Oceano vasto e cheio de tubarões a espera dos desprotegidos. Saiba como funciona o Tesouro Direto, o que ele é o para que serve nas linhas a seguir.

Descubra o Método Que Pode Te Fazer Lucrar Até 2x a Mais Que a Poupança.

O que é?

O Tesouro Direto é um programa do Governo Federal, que foi criado para captar investimentos dos brasileiros para financiar as suas operações como a construção de estradas, rodovias, hospitais públicos, empréstimos a empresas, escolas públicas, universidades, etc, e em troca desses recursos tomados é devido uma taxa de juros, que é somada ao investido inicialmente, formando assim o tão amigo juros compostos.

Como Funciona?

O Tesouro Direto funciona da seguinte maneira: você se cadastra em uma Corretora de Valores Mobiliários, que são espécies de bancos mas somente para investimentos, e transfere a quantia que deseja investir para a sua conta nessa corretora, após o dinheiro entrar na sua conta, você então irá pesquisar pelos Títulos do Tesouro Direto, isso mesmo, o TD possui vários tipos de títulos, e cada um deles funciona de uma forma, como apresento a seguir:

Pré-fixados: são aqueles em que você já sabe quanto irá receber no final do investimento antes de realizá-lo. Esses títulos pagam uma taxa % sobre o capital investido, ótimo para usar em objetivos em que se precisa com antecedência de quanto é necessário, por exemplo uma viagem planejada.

 Descubra o método que pessoas comuns estão usando para trocar de carro todo ano! 


Pós-fixados: são os indexados a uma taxa, no caso do Tesouro Direto é indexado ao IPCA, sendo assim seu investimento irá render o que variar o IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo), esse índice é um dos mais usados para medir a inflação, os investimentos pós-fixados são ótimas escolhas para quem deseja proteger seu dinheiro da inflação.

Indexados a Taxa Selic: esse é o mais utilizado por quem quer formar uma reserva de emergência, ou juntar dinheiro para resgatar e comprar outros ativos. Ele é indexado Selic é a taxa usada pelo Banco Central para controlar os juros do país, logo, se ela aumenta seu investimento também aumenta e se ela cai seu investimento também irá render menos.

Híbridas: esse tipo de título reúne dois tipos, pré-fixados e pós-fixados. Funciona assim, ele paga o que variar o IPCA ao longo do período mais uma taxa % conhecida no momento que é feito o investimento.

A escolha pelo tipo de título certo irá depender exclusivamente de qual objetivo você tem em mente para o seu investimento, por exemplo, trocar de carro, viajar, fazer um intercâmbio, pagar a faculdade dos filhos, se casar, se aposentar, são inúmeras possibilidades, portanto vale a pena planejar-se antes, e se você quer aprender como escolher o título certo para cada objetivo, baixe nosso ebook e aprenda em apenas 7 passos com alcança-los.

Anúncios